brazino777

brazino777 - entenda o câncer de intestino descoberto pela artista

Preta Gil faz publicação após meses do seu diagnóstico. Saiba causas e cuidados sobre a doença

Nesta segunda-feira, 24, a cantora Preta Gil, de 48 anos, publicou em suas redes sociais um momento relativo à sua luta contra o câncer de intestino. Diagnosticada em janeiro deste ano, a artista foi liberada pela primeira vez para tomar sol.

"Depois de 4 meses, fui liberada para tomar sol, já que não estou fazendo quimioterapia há mais de 1 mês! Foi uma delícia sentir esse quentinho outra vez!!! Viva a vida!!!", escreveu em postagem no Instagram.

A artista recebeu diversos comentários positivos e muito carinho de seus fãs. Na publicação, Preta usa um biquíni vermelho com uma saia de banho verde. “Musa em todos os sentidos”, “Você é um exemplo de mulher e força, vai dar tudo certo!”, foram algumas falas dos internautas.

Seja assinante brazino777+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Entenda sobre o câncer de intestino

A artista Preta Gil foi diagnosticada com adenocarcinoma no início deste ano. Ele é um tumor de origem nos epitélios e nas glândulas do intestino. Em entrevista ao brazino777, a oncologista Adriana Pinheiro explica melhor sobre este tipo de câncer:

“Nosso intestino é formado por uma camada, que é o epitélio, que recobre ele. Essa área é rica em glândulas e esses tumores que nascem nessa área são chamados de adenocarcinoma. Existem outros tipos mais raros, o adenocarcinoma é o mais comum. Mas, no intestino podem surgir linfomas, por exemplo, que são tumores relacionados a doenças do sangue. Logo, o adenocarcinoma é mais o subtipo histológico que chamamos, e é o mais comum nessa área”, afirma.

Diagnóstico precoce

Segundo a doutora Adriana, o diagnóstico precoce é o que cura os pacientes. Hoje, se recomenda que a partir dos 45 anos de idade você faça uma primeira colonoscopia, que é o exame que vai avaliar o intestino por dentro. Ele vai detectar lesões que são precursoras, ou seja, que podem iniciar o câncer. As lesões são chamadas de pólipos, elas aparecem associadas a um processo inflamatório crônico no intestino e podem, ao longo do tempo, se transformar no câncer.

O que causa o câncer de intestino?

O câncer de intestino é principalmente associado aos fatores ambientais. Existem alimentações saudáveis e existem as alimentações que têm risco de levar ao câncer, como os alimentos industrializados, condimentados, artificiais, além do excesso de carne vermelha e pouca fibra na dieta. “A carne vermelha também é um fator importante nesse contexto. Não é que esteja proibido consumi-la, mas é preciso priorizar o frango e o ovo. As carnes brancas tendem a ser mais saudáveis”, explica Adriana.

Junto aos fatores de hábitos alimentares, tem o sobrepeso e a obesidade, além do sedentarismo. Doenças como as cardiovasculares, pressão alta e diabetes também são fatores de risco associados ao câncer. Tabagismo e etilismo também.

Como é o tratamento?

O tratamento começa com o diagnóstico, que é a parte da colonoscopia na qual o médico faz uma biópsia e diz o tipo de câncer. Depois, é necessário realizar os exames de estadiamento para ver se a doença está só restrita ao intestino ou se ela já se espalhou. Esse estadiamento é que vai dizer o quanto de tratamento a pessoa vai receber.

Se o câncer está exclusivamente no intestino, o tratamento na maioria das vezes é fazer a cirurgia, que é a colectomia. Nela, vai ser retirada uma boa parte do intestino grosso ou até, em alguns casos, todo ele.

“Dependendo do resultado da biópsia, pode fazer um tratamento com quimioterapia, que é o que a Preta Gil vinha fazendo. Isso acontece para diminuir o risco da doença voltar no futuro. A gente indica a cirurgia para retirar aquele tumor, porque tem o risco de causar, por exemplo, sangramento ou uma obstrução do intestino. Então, você retira o tumor, mas esse paciente vai ser submetido a um tratamento que vai tratar as lesões além do intestino”, finaliza a doutora. (Com informações de Miguel Araujo)

Podcast Vida&Arte

O podcast Vida&Arte é destinado a falar sobre temas de cultura. O conteúdo está disponível nas plataformas Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts e Spreaker. Confira o podcast clicando aqui


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

vidaeartepreta gilcancer de intestinorecuperação

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar
brazino777 Mapa do site